O que é centro de custo, quais os tipos e como criar um?

O que é centro de custo, quais os tipos e como criar um?

Muitos empresários ainda possuem dificuldade de entender o que é centro de custo, quais tipos e como criar um dentro da realidade do próprio negócio. Pensando em ajudar nisso, o artigo de hoje explica mais sobre centro de custos. 

O que é centro de custo?

Centro de custo é uma informação com um propósito específico dentro da empresa: fazer a separação de possíveis meios de comparação. Essa informação tem o intuito de definir o que está de fato trazendo maior lucro, menor ou maior prejuízo, é o principal, se o seu produto ou serviço está sendo rentável.

Essa análise é de extrema importância para compreender informações valiosas para o seu negócio, como por exemplo, dados de voz informados pelos clientes através de ligações telefônicas que podem nortear tomadas de ação em diversos setores da sua empresa.

Qual a diferença entre centro de custo e centro de resultado

O centro de resultados é similar ao centro de custos, já a principal diferença entre o centro de custos e o centro de resultados é que o último é uma evolução do primeiro.

Atualmente, as empresas estão mais empenhadas em alcançar melhores resultados. Por isso, a principal diferença entre os dois é o nível de autonomia e amplitude das decisões tomadas pelos gestores de cada unidade da empresa. 

Além disso, no modelo centro de custos existem os desembolsos, já no centro de resultados, o gestor ou empresário precisa cuidar e se preocupar com o lucro gerado pela empresa, com as receitas de cada e com o resultado final gerado.

Por que centro de custo é importante?

Otimização do processo produtivo

O bom uso de um centro de custos facilita inúmeros processos na administração empresarial. Com a sua utilização adequada, é possível analisar com assertividade os dados da empresa, a partir de informações mais claras e acessíveis.

Responsabilidade compartilhada

Entender o centro de custos significa conhecer melhor o funcionamento interno e suas margens de lucro. Afinal, de nada adianta fechar um contrato com alto faturamento, se em contrapartida, a empresa tiver que intensificar esforços de suas áreas mais onerosas.

Pois serão necessários recursos maiores para a execução do projeto – o bom uso da gestão por centro de custos ajuda a evitar esse tipo de situação e demandar mais de uma pessoa que de outro.

Melhoria na análise de resultados

Indicadores financeiros são importantes e auxiliam muito na análise de resultados de qualquer negócio. Por isso, independentemente do tamanho ou segmento, não há uma receita de bolo. A utilização de todo e qualquer indicador deve ser em função do planejamento estratégico e dos objetivos que a sua empresa tem. O centro de custo deve fazer parte dessa análise estratégica para guiar seu negócio. 

Metas alcançadas com mais facilidade

Metas e objetivos devem ser traçados para alcançar o centro de custo ideal. Tudo isso deve ser pensado de acordo com a realidade da empresa, para que as formas de alcançar esses desafios sejam possíveis para os realizadores. Essas metas e objetivos costumam envolver todos os membros da organização e levam para um propósito maior, que pode estar relacionado ao crescimento ou faturamento. 

Quais são os tipos de centro de custos?

Centro de custo produtivos

Centro de custo direto significa que ele impacta departamentos que estão ligados a geração de lucros da empresa. Alguns exemplos são as áreas de vendas e marketing, pois participam diretamente do processo de entrada de recursos na empresa.

Centros de custo não produtivos

Já o centro de custo não produtivo, é aquele que não possui relação direta com a geração de lucro. Ele costuma ser voltado para as áreas voltadas ao administrativo e financeiro e causam despesas. Por isso os seus resultados são negativos, mesmo não prejudicando a empresa. 

Como escolher o melhor centro de custos para a sua empresa?

O primeiro passo é definir quais são os seus centros de custo diretos e os não produtivos da empresa. Muitas vezes, os próprios departamentos da empresa já são considerados centro de custos, por exemplo, administrativo, financeiro, jurídico, dentre outros. Essa é uma forma de identificar de maneira mais estratégica e assertiva. 

Como a tecnologia pode te ajudar com o centro de custos?

A utilização de ferramentas avançadas de gestão financeira é fundamental para o sucesso do seu empreendimento. Sem falar que permitem a centralização de dados da empresa.

No mercado existem ferramentas que atuam nos mais diversos setores dentro de uma empresa e que otimizam a execução de tarefas que vão desde análise de chamadas telefônicas até plataforma de gestão financeira, como a Celero. 

A plataforma funciona como um método de análise por meio de centro de custo, ou seja, a maneira de organizar um conjunto de contas (receitas, custos ou despesas) que têm um ou mais fatores em comum, permitindo uma melhor análise do negócio.

O fator em comum pode ser, por exemplo, um cliente, projeto ou unidade de negócio. Desta forma, é possível analisar a performance deste centro de custo de maneira adequada.

Conclusão

Agora que você já entendeu o que é Centro de Custo e qual sua importância para a saúde financeira da empresa, já pode colocar a dica deste artigo em prática na realidade do seu negócio. 

Não esqueça que toda semana você confere conteúdos exclusivos aqui no Blog sobre finanças e gestão empresarial. 

Gostou desse artigo? Compartilhe nas redes sociais e com amigos que também querem aprender mais sobre gestão financeira empresarial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *