Quais os 15 principais indicadores financeiros, como definir e analisar?

Uma empresa que quer crescer e tem foco nisso precisa definir seus principais indicadores financeiros. Isso vai permitir ao empresário saber o momento exato de tomar medidas para assegurar a saúde financeira do seu negócio.

A seguir você confere 15 exemplos de indicadores financeiros e como defini-los e analisá-los de acordo com a realidade financeira da sua empresa ou negócio. 

O que é indicador financeiro?

De forma prática e simples, indicadores financeiros são elementos que tem como objetivo informar algo. Quando falamos sobre finanças, os principais indicadores financeiros são números que vão dizer muito sobre a sua empresa, seu planejamento e sobre as metas que você pretende alcançar.

Quando realizamos uma pesquisa rápida por indicadores financeiros no Google, por exemplo, conseguimos identificar centenas de listas com fórmulas e cálculos das mais variadas complexidades. Alguns inclusive dão a entender que se você não tem aqueles indicadores específicos, a sua empresa está em maus lençóis.

O que não é necessariamente verdade, cada negócio pode ter seus próprios indicadores financeiros, que se encaixam melhor com a realidade da empresa e da sua área de atuação. Por isso, é necessário entender a importância de definir esses indicadores e como eles ajudam o empresário. 

Qual a importância dos indicadores financeiros?

Entender a importância é o passo primordial para compreender como os indicadores auxiliam na gestão de qualquer negócio. Porém, independentemente do tamanho ou segmento da sua empresa, não existe uma receita de bolo, como citado anteriormente. 

Dessa forma, a utilização de todo e qualquer indicador deve ser em função do planejamento estratégico e dos objetivos que a sua empresa tem. Uma dica importante é: o primeiro passo é ter um planejamento estratégico

Não se assuste, não é nada muito complexo, pense de maneira clara o objetivo da sua empresa e como ela pretende fazer isso. A partir desse ponto, vai ser mais fácil entender quais são os controles e quais indicadores utilizar.

Quais são os principais indicadores financeiros?

1. Margem Bruta

Margem bruta representa a diferença entre a receita e o custo dos produtos vendidos, dividido pela própria receita. Ela é calculada como uma porcentagem. Na maioria dos casos, é calculada como o preço de venda de um produto, menos o custo das mercadorias vendidas, e é dividido pelo mesmo preço de venda.

2. Margem EBITDA

Margem EBITDA é um termo da área contábil. A sigla significa “Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization”, que em protugês quer dizer Lucro Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização.

3. Margem Líquida

Já a Margem Líquida é responsável por medir a fração de cada real de vendas que se transformou em lucro líquido para a empresa. Ela é o lucro líquido dividido pelas vendas líquidas.

4. Margem de Contribuição

Margem de contribuição é o que resta do que se ganha com a venda de um item ou serviço prestado, após serem descontados os devidos impostos, comissões e custos variáveis. Ela representa onde o lucro está efetivamente. Por isso, para a margem existir, é necessário que os custos fixos sejam menores que a margem. 

5. Ponto de Equilíbrio

O ponto de equilíbrio de uma empresa, representa o ponto em que o custo total desse empreendimento e a receita total são iguais, ou seja, apresentam um valor uniforme.

6. Liquidez Corrente

Essa liquidez corrente indica a capacidade que uma empresa tem de cobrir os custos das suas dívidas dentro de um curto prazo. A Liquidez Corrente é igual ao ativo circulante dividido pelo passivo circulante.

7. Índice de Cobertura de Juros

O índice de cobertura de juros representa a capacidade de uma empresa cumprir com o pagamento de suas dívidas. Esse índice pode ser calculado como EBIT e EBITDA dividido pela despesa total de juros.

8. ROI

Esse é um dos indicadores mais populares e representa o retorno sobre o investimento, também podendo ser chamado de taxa de retorno ou simplesmente retorno. O ROI é a relação entre a quantidade de dinheiro ganho como resultado de um investimento e a quantidade de dinheiro investido pela empresa.

9. ROE

A sigla que significa Retorno Sobre o Patrimônio é um indicador financeiro representado por porcentagem que demonstra a capacidade que uma empresa tem de agregar valor a ela mesma com os seus próprios recursos internos/próprios.

10. Giro do Ativo

É um indicador utilizado na contabilidade, que associa a receita líquida da empresa com os seus ativos. Ou seja, a finalidade do cálculo do giro do ativo é mensurar se uma organização está utilizando de forma correta o seu ativo (estoque, bens, investimentos etc.), para que seja possível gerar riqueza por meio da comercialização de seus serviços ou produtos.

11. Margem operacional

Essa margem permite entender qual é a participação das receitas operacionais da empresa, que foram geradas pelas atividades principais do negócio, que se transformam em lucros depois de abatidos os custos, tirando os impostos.  

12. Faturamento

O faturamento de uma empresa é simplesmente a soma de todas as vendas realizadas ou serviços prestados em um determinado período. Este cálculo, geralmente, é feito uma vez ao mês ou anualmente.

13. Lucro

O lucro é todo ganho ou vantagem financeira obtidos pelo empreendimento, ou seja, ele é o retorno positivo de um investimento, deduzido dos gastos que este teve.

14. Lucratividade

Já a lucratividade é um indicador de eficiência operacional definido sob a forma de valor percentual, que indica o ganho que a empresa consegue gerar sobre o trabalho que desenvolve. 

15. Rentabilidade

A rentabilidade é a taxa de quanto sua aplicação vai pagar sobre o valor investido, ou seja, ela aponta uma porcentagem que indica o quanto você irá ganhar. 

Como definir os indicadores financeiros para minha empresa?

No momento de definir os melhores indicadores para sua empresa, não adianta uma lista robusta e aleatória de indicadores sem contextualizar nada. Por isso, você confere um exemplo prático para  aplicar na realidade do seu negócio.

Exemplo de empresa que quer gerar  R $10.000,00 de renda.   

Esse caso é muito comum, não tenha vergonha dos seus objetivos iniciais. É natural, principalmente quando a empresa ainda está no começo, buscar um volume mínimo de lucro para sustentar os sócios, ainda mais em casos de empreendedorismo por necessidade.

Podemos pensar em 2 indicadores bastante usados: ROI – Return On Investment ou Retorno Sobre Investimento e MC – Margem de Contribuição, mas no caso específico do exemplo, o caminho seria você se preocupar com a MC, afinal de contas o seu objetivo é gerir o lucro do seu negócio para poder obter o resultado desejado.

O ROI não é menos importante, mas para o exemplo acima, o indicador Margem de Contribuição dará informações mais relevantes. O exemplo é muito simples, mas serve apenas para você entender que não adianta um painel de indicadores refinados se eles não fizerem sentido com a sua estratégia e os seus objetivos.

Como analisar os indicadores financeiros da minha empresa?

Essa análise dos principais indicadores financeiros para tomadas de decisão não é uma receita de bolo, uma vez que ela deve ser definida de acordo com o ciclo financeiro de cada negócio e depende da complexidade da empresa. 

O que precisa estar claro é que a análise completa só é possível a partir do cruzamento de diversos indicadores financeiros. E, ao contrário do que pensam muitos empresários, o controle vai muito além de simplesmente entender o que cortar, ele pode levar a empresa a um nível muito mais elevado. 

A seguir você confere o passo a passo para analisar esses indicadores financeiros para investimentos na empresa ou para organização e planejamento empresarial: 

Compare o resultado com o histórico

A comparação dos resultados obtidos pelos indicadores que você definiu acompanhar com o histórico de dados anteriores é fundamental. Ela pode ser realizada em intervalos definidos por semanas, meses e até anualmente, tudo depende do objetivo dessa comparação.

Quando esse comparativo é analisado, as chances de mudar de estratégia para uma mais assertiva e lucrativa são bem maiores, evitando prejuízos financeiros, por exemplo. 

Interprete os resultados

Quando se fala de análise de indicadores financeiros, o ideal é que eles sejam usados para pensar de maneira estratégica no crescimento e desenvolvimento da empresa. Por isso, não adianta estabelecer os indicadores e não buscar desenvolver atividades a partir dos dados que eles apresentam. 

O ideal é que eles sejam o guia para os próximos passos a serem seguidos pelos setores e membros da empresa. Sempre buscando colocar estratégias baseadas em dados em prática. 

Discuta as variáveis envolvidas

Assim, como no tópico anterior, o segredo dos sucessos dos indicadores financeiros é a possibilidade de desenvolver ideias a partir deles. 

Para isso, nada melhor que reunir diferentes pessoas, até mesmo de diferentes áreas, para analisar as possibilidades de crescimento e melhorias que eles indicam para a empresa. 

Decida ações e projetos

Após todo esse processo de listagem, levantamento, reunião e sugestões de estratégias, é a hora de partir para ações práticas no dia a dia da empresa. 

Isso significa que a empresa deve buscar alcançar metas e objetivos estabelecidos com base nos dados que os indicadores mostraram, assim a chance de sucesso e assertividade é maior. 

Como melhorar a gestão dos indicadores financeiros?

Uma boa maneira de aprimorar a gestão dos seus indicadores financeiros é utilizando uma plataforma de gestão financeira para concentrar esses dados. Assim, as análises se tornam mais estratégicas, confiáveis e assertivas. 

Dicas para melhorar a gestão dos indicadores

A Celero pode te ajudar a melhorar a gestão dos indicadores financeiros da sua empresa. A plataforma permite, que você não precise preencher todos aqueles controles e fazer conciliações manuais com o banco, por exemplo.

Manter esses controles atualizados pode ser muito complexo e demorado, por isso a plataforma facilita a atualização dos seus indicadores financeiros e ainda gera relatórios personalizados. 

Conclusão

Agora que você entendeu quais são os principais indicadores financeiros para analisar na sua empresa e como analisá-los de maneira estratégica dentro da sua realidade, que tal colocar em prática esses ensinamentos na sua rotina empresarial? 

Não esqueça que toda semana você confere conteúdos exclusivos aqui no blog da Celero sobre finanças e gestão empresarial. Gostou do artigo? Compartilhe nas redes sociais! 

Isabela de Meneses

Analista de Conteúdo na Celero, graduada em Comunicação Social com Bacharelado em Jornalismo pela UFPI, especialista em Gestão de Marketing pela UP e apaixonada por estratégias de conteúdo digital.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Follow Me