4 erros que você deve evitar ao analisar seu fluxo de caixa

4 erros que você deve evitar ao analisar seu fluxo de caixa

Você com certeza já sabe o que é o Fluxo de Caixa em uma empresa, mas hoje você vai aprender os erros que você deve evitar ao analisar seu fluxo de caixa. 

Para isso, neste artigo, você vai conferir alguns exemplos dos deslizes mais comuns e prejudiciais que são cometidos durante essa análise. 

Além disso, é muito importante que você entenda qual a importância de fazer um fluxo de caixa correto e de maneira minuciosa, mas ao mesmo tempo prática. 

Importância de evitar erros ao analisar seu fluxo de caixa

O fluxo de caixa te permite acompanhar tudo o que aconteceu durante um período específico nas finanças da empresa.

Ele vai garantir que as análises financeiras de médio a longo prazo sejam feitas de maneira coerente, te ajudando na hora de fazer um planejamento financeiro.

Sem falar, que ele te ajuda a saber quais gastos podem ser cortados ou a origem das receitas mais importantes, auxiliando no pensamento empresarial estratégico. 

Dessa maneira, ele pode ser tanto feito numa planilha de excel, por exemplo, como em um sistema de gestão financeira, o que otimiza o seu tempo. 

Continue lendo o artigo para conferir quais erros você precisa evitar no seu Fluxo de Caixa: 

1- Demora na atualização do fluxo de caixa

Realizar o fluxo de caixa deve ser uma tarefa de rotina, realizada, de preferência diariamente ou semanalmente. 

Muitos empresários e gestores financeiros deixam para realizar essa atividade apenas uma vez ao mês, o que pode prejudicar as finanças da empresa. 

Sem falar que aumenta o trabalho, já que é uma tarefa que exige atenção e dados corretos, para realmente refletir a realidade do financeiro da empresa. 

Quando essa prática é feita em pequenos intervalos de tempo é possível evitar que você caia em pegadinhas ou apuros. 

2- Não detalhar informações

Para evitar erros ao analisar seu fluxo de caixa e garantir que ele realmente seja um espelho da realidade financeira do seu negócio, é necessário que seus dados sejam corretos e reais. 

Em muitos casos, com a correria da rotina diária, muitas pessoas não se atentam e preenchem informações pela metade, sem um sentido coerente. 

Isso prejudica a análise do fluxo de caixa, pois sem informações confiáveis, a análise e estratégia baseada nela, podem ser prejudiciais ao negócio. 

Por isso, o ideal é explicar da maneira mais direta e real possível o que cada registro significa e quando possível usar sinalizações para identificar o que são.

Um exemplo é marcar os gastos com comida de azul e com material de limpeza de verde. Então a associação com o tempo será até mesmo automática. 

Não cometa esses erros ao analisar seu fluxo de caixa

3- Não categorizar os registros do fluxo de caixa

Outra prática fundamental para fazer o fluxo de caixa, mas que muitas pessoas ainda ignoram é a categorização dos lançamentos. 

Quando você cria categorias para as movimentações financeiras do seu caixa, você permite que seja possível identificar onde você gasta mais, ganha mais ou perde dinheiro. 

Uma boa forma de fazer isso é reservando um para fazer a categorização e a análise do histórico do seu caixa.

Também é importante enfatizar que essas categorias devem fazer sentido com a realidade da sua empresa.

Então faça isso separando as entradas e saídas, previstas e realizadas, sem esquecer de indicar a origem e o destino de cada uma.

Por exemplo:

  • impostos
  • encargos trabalhistas
  • gastos extras

4- Não usar um sistema de gestão financeira

Atualmente, ainda existem gestores e empresários que não confiam na funcionalidade da Inteligência Artificial.

Mesmo ela sendo uma grande aliada para ajudar na gestão financeira das empresas, esse é um erro que você não deve cometer.

A tecnologia facilita a análise de dados financeiros, de maneira segura e evitando erros que os seres humanos poderiam cometer.  

Por exemplo, a automação financeira controla várias operações do departamento financeiro ao mesmo tempo 

Um exemplo é a emissão de NFs e boletos, agendamento de contas a pagar, conferência das contas a receber e a geração de relatórios confiáveis e em tempo real.

Dessa forma, contar com um parceiro especializado para cuidar das rotinas financeiras pode representar uma enorme liberação de tempo e energia para as atividades mais estratégicas.

Sem falar, que existem no mercado softwares especializados em gestão financeira para pequenas e médias empresas.

Assim, um deles é o Celero, que te permite automatizar toda a gestão financeira do seu negócio, agendar pagamento e ainda ter acesso a relatórios das suas finanças.

Conclusão

Agora que você já sabe quais erros deve evitar na hora de analisar seu fluxo de caixa, já pode começar a colocar as dicas deste artigo em prática na sua rotina.

Quando você realiza a análise e comparativo do seu fluxo de caixa, você consegue adquirir consciência dos gastos e ganhos da sua empresa para pensar estrategicamente.

Gostou deste conteúdo? Todas as semanas você pode conferir conteúdos sobre gestão e finanças aqui no Blog da Celero. 

Não deixe de compartilhar o material com amigos e nas suas redes sociais, outras pessoas também precisam dessas dicas! 

Banner ilustrativo para agendar horário com a Celero
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *