O que é custo, definição, quais os tipos e como classificar?

Abrir uma empresa, definitivamente, pode transformar a vida de alguém – não apenas, mas também, financeiramente. Mas antes do dinheiro cair na conta ao final do mês, todo empreendedor precisa conhecer o que é custo e a lista de contas que precisará pagar para fazer seu negócio rodar. 

Neste artigo de blog, você terá tudo o que precisa saber sobre o que é custo, suas classificações, exemplos e muito mais. Ficou interessado? Então é só seguir com a gente!

O que é custo?

Custo é todo e qualquer gasto ou saída de caixa que uma empresa tem, e que esteja diretamente relacionado à produção dos produtos ou serviços. 

O que significa custo para uma empresa?

Para que uma empresa possa ter sucesso, ela precisa não apenas saber quais são seus custos, mas traçar a melhor estratégia para gerenciá-los. Se os custos forem mais altos que a receita, provavelmente o negócio não conseguirá se manter em pé por muito tempo, por exemplo. 

Como o custo influencia no orçamento?

A definição do orçamento de uma empresa é feita por meio da análise das movimentações financeiras da mesma – incluindo as receitas, custos e despesas. Dessa forma, os responsáveis pelo planejamento orçamentário conseguem segmentar o montante necessário para a realização de cada atividade do negócio, o que normalmente pode resultar em diferentes centros de custo na organização. 

Conhecendo bem os custos e despesas, as empresas têm noção clara do orçamento necessário para funcionamento e conseguem fazer movimentações ou adaptações no planejamento financeiro de acordo com a entrada de receitas. 

Quais são os custos?

Para facilitar a análise dos custos da empresa, eles são classificados de diferentes formas::

Custos fixos

São aqueles que não mudam de acordo com a maior ou menor produtividade da empresa. Ou seja, não importa se uma organização produziu um ou 100 produtos, o custo será o mesmo. 

Exemplos de custos fixos

  • Aluguel
  • Segurança
  • Manutenção
  • Limpeza
  • Salário

Custos variáveis

Ao contrário dos custos fixos, os custos variáveis podem mudar de acordo com a produção da empresa. Ou seja, se a produção aumenta, o custo aumenta – e se a produção diminui, o custo também diminui. 

Exemplos de custos variáveis

  • Matéria-prima
  • Transporte
  • Comissão de vendas
  • Viagens corporativas
  • Taxas de remessa

Custos semivariáveis ou semifixos

São os custos que contemplam uma parte fixa e uma parte variável. Ou seja, quando o gasto possui um valor mínimo cobrado pelo fornecedor ou distribuidor, além de um valor que depende da quantidade de produção daquele período. 

Exemplos de custos semivariáveis ou semifixos

  • Quando o pagamento de água e luz estão relacionados à produção do produto ou serviço, há um valor fixo pago para os distribuidores. E à medida que é necessário mais água ou luz para a produção, esses gastos também aumentam. 
  • No caso de horas extras, as empresas têm o custo fixo do salário dos colaboradores, que podem ser alterados de acordo com a necessidade de produtividade fora do horário contratado, gerando um custo mais alto para o empregador. 

Quais os tipos de custos?

Agora que você já sabe o que é custo e suas classificações entre fixo, variável, semifixo e semivariável, chegou a hora de entender as segmentações que definem como eles funcionam. Confira: 

Custo operacional

É o resultado da soma dos custos dos serviços ou produtos vendidos e das despesas operacionais – ou seja, os gastos necessários para organização do funcionamento de uma empresa. 

Custo total

Indica a soma total de todos os gastos relacionados à produção de uma empresa, independentemente de onde vêm, se são fixos ou variáveis. 

Custos diretos e indiretos

Custos diretos são aqueles relacionados diretamente à atividade-fim de uma empresa, como a matéria prima para produção daquela mercadoria. 

Custos indiretos, por sua vez, são aqueles que não estão relacionados diretamente à atividade-fim da organização, mas devem ser integrados ao preço final do produto por apoiarem a produção do mesmo, como água, luz e internet, por exemplo. 

Custo primário

São os custos com os recursos necessários para produção, como a matéria-prima. 

Custo de transformação

Indica o valor do esforço investido pela empresa para transformar a matéria-prima no produto final. Para calculá-lo, basta somar todos os custos de produção, exceto os recursos de matéria-prima adquiridos. 

Qual a diferença entre custo e despesa?

A diferença entre custo e despesa está na relação entre os gastos e a produção da empresa. Enquanto os custos estão ligados à aquisição e produção de mercadorias, as despesas são importantes gastos de estrutura e organização, necessárias para manter a empresa funcionando. 

Exemplo de despesa

  • Material de escritório
  • Marketing
  • Gastos com a equipe comercial e financeira
  • Impostos e taxas bancárias
  • Sistemas, como softwares de gestão financeira

Por que é importante classificar os custos corretamente?

Para definir o quanto uma empresa precisa receber em receita, é necessário saber exatamente o valor necessário para mantê-la funcionando, a partir de todos os gastos de produção, estrutura e organização. 

Dessa forma, é possível definir a margem de contribuição de cada produto e entender a melhor maneira de precificá-lo. É apenas dessa forma que uma organização consegue planejar, de forma clara e objetiva, sua obtenção de lucros. 

A importância da classificação correta também implica na obtenção de dados de confiança para que os empreendedores possam planejar mudanças mais rentáveis para aquela organização, com possíveis cortes de custos ou aplicações de investimentos. 

Conclusão

Agora que você já sabe o que é custo e a importância de gerenciá-lo, temos uma ótima dica: que tal contar com uma plataforma de gestão financeira que te ajude a acompanhar de forma transparente todos os gastos da sua empresa, com gestão de fluxo de caixa e geração de relatórios confiáveis para decisões mais assertivas?
Interessou? Então saiba mais sobre a Celero e faça um teste gratuito na nossa plataforma.

Celero

A Celero é uma empresa que ajuda pequenos & médios empreendedores a descomplicar a rotina do setor financeiro empresarial através de um software para gestão financeira fácil de usar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Follow Me