Gestão de capital de giro: o que é, quais estratégias e como fazer?

Se você tem uma empresa e consegue pagar o salário dos funcionários, manter o estoque, comprar matéria-prima, pagar fornecedores e garantir que tudo isso funcione no dia a dia, significa que você possui capital de giro.

Se esse não for o seu caso, fique tranquilo. No artigo de hoje, você confere por quê a gestão de capital de giro é tão importante para pequenos e médios empresários e como você pode se organizar para otimizar seu controle financeiro.

O que é a gestão do capital de giro?

Antes de explicarmos o que é gestão de capital de giro, vale destacar esses dois conceitos:

  • Ativo circulante: é o dinheiro que a empresa tem disponível em caixa e os recursos que podem ser transformados em dinheiro rapidamente, como contas a receber e estoques.
  • Passivo circulante: são as contas e despesas que a empresa precisa quitar no curto prazo, como pagamento de funcionários e de fornecedores.

O capital de giro é basicamente a quantidade de dinheiro que uma empresa precisa ter para manter suas atividades, incluindo as despesas operacionais do negócio enquanto não recebe pelo produto ou serviço oferecido.

Já deu para entender por que a gestão de capital de giro é tão importante, certo? Essa gestão basicamente controla os ativos e passivos circulantes, de maneira que eles fiquem equilibrados, sem impactar na falta de recursos para a empresa.

Quais os tipos de capital de giro?

Agora que você já sabe o que é gestão de capital de giro, conheça as diferentes categorias:

Capital de giro líquido

O capital de giro líquido leva em conta a facilidade com que é possível transformar um ativo em dinheiro, ou seja, a sua liquidez. Ele considera somente os ativos circulantes (o valor disponível para tocar o negócio), sem englobar os ativos não circulantes, como bens e imóveis.

Capital de giro negativo

O capital de giro negativo pode significar que a empresa está gastando mais do que recebe e, portanto, não está conseguindo arcar com todas as despesas.

Caso o seu negócio ainda esteja no começo ou em fase de crescimento, é comum que o capital de giro fique negativo por um certo período. Isso acontece porque nessa fase há uma quantidade maior de custos e investimentos. Mas fique de olho: esse status negativo não deve durar por muitos e muitos meses.

Capital de giro próprio

O capital de giro próprio demonstra equilíbrio nas finanças. Acontece quando os próprios recursos do negócio são suficientes para fazer a empresa funcionar, sem precisar recorrer a apoio externo como empréstimos e financiamentos. 

Capital de giro associado a investimentos

Já o capital de giro associado a investimentos pode ser considerado como um investimento misto. Isso porque ele une o capital de giro próprio a investimentos que venham a ser realizados pela empresa. 

Um exemplo disso é quando a empresa precisa investir na compra de equipamentos novos ou mais modernos para seus funcionários ou para produzir determinado produto.

Qual a importância da gestão do capital de giro? 

Gerenciar o capital de giro de acordo com o tamanho e a realidade da sua empresa contribui, e muito, para uma boa saúde financeira do negócio.

Ter esse controle na ponta do lápis (ou na tela do computador) te ajudará a:

  • Manter o caixa positivo;
  • Ter um equilíbrio entre as contas do ativo e passivo;
  • Saber o momento certo para comprar e os prazos que pode se comprometer;
  • Se desenvolver no longo prazo;
  • Manter a sua empresa competitiva;
  • Cumprir com os pagamentos de impostos e salários;
  • Evitar juros causados por atraso de pagamentos ou por clientes inadimplentes;
  • Garantir a compra de equipamentos ou materiais para a produção;
  • Preservar o patrimônio da empresa diante de situações emergenciais.

E sabe como a gestão de capital de giro pode ficar ainda mais fácil? Contando com sistemas de gestão financeira, que automatizam os dados e disponibilizam as informações mais importantes do seu negócio de forma clara e concisa.

Quais os elementos da gestão de capital de giro?

O capital de giro precisa garantir que a empresa tenha liquidez e consiga operar com eficiência e qualidade. Para isso, precisa contar principalmente com esses dois elementos:

Índice de capital de giro

Considerado um dos indicadores-chave da saúde financeira das empresas, o cálculo desse índice representa a capacidade do negócio de cumprir com suas obrigações financeiras. Ele pode ser calculado pela divisão do ativo circulante pelo passivo circulante. 

Caso o resultado seja:

  • Abaixo de 1,0: indica que a empresa pode estar com dificuldade de cumprir suas obrigações no curto prazo.
  • Entre 1,2 e 2,0: representa equilíbrio.
  • Acima de 2,0: indica que pode haver muito capital ocioso, sem ser utilizado para investimento.

Gerenciamento de estoque

Já o índice de rotatividade de estoque pode ser calculado pela divisão da receita pelo custo de estoque. O resultado mostrará a velocidade com que o estoque é vendido e reabastecido.

Para manter um bom nível de capital de giro, a empresa deve balancear o estoque para atender às necessidades dos clientes.

Que estratégias usar para a gestão do capital de giro?

As estratégias de gestão de capital de giro têm relação direta com os fatores quânticos. Elas representam os diferentes níveis de troca entre rentabilidade e liquidez.

Estratégia de Hedging

Essa ferramenta ajuda muitos empresários a se proteger contra os riscos que abalam as finanças, funcionando como um escudo para que, caso haja perda, ela não seja tão significativa. Ela segue o princípio de financiamento, porém, os vencimentos das moedas são confrontados com o vencimento do instrumento de financiamento.

Conservadora

Liquidez alta com impacto direto na lucratividade. Acaba sendo uma estratégia mais segura, pois além de financiar o capital de giro permanente, também financia uma parcela do capital de giro temporário.

Agressiva

Liquidez baixa com pouco impacto na lucratividade. Essa já é uma estratégia mais arriscada, pois além de financiar o capital de giro temporário, também financia uma parcela do capital de giro permanente.

Como fazer uma boa gestão de capital de giro?

Até aqui provavelmente você já conseguiu perceber a importância de fazer a gestão do seu capital de giro, e o quanto esse processo pode impactar no sucesso do planejamento financeiro da sua empresa. Listamos aqui boas dicas para contribuir com a gestão de capital de giro. Vamos conhecer?

  1. Controle o fluxo de caixa

A gestão de capital de giro e o controle de fluxo de caixa andam lado a lado. Aqui, é importante se atentar às contas a pagar e a receber para saber se o que você tem em caixa é suficiente para cobrir as despesas.

Para um controle financeiro mais preciso, o ideal é realizar o fluxo de caixa diariamente, preferencialmente com o suporte de planilhas ou softwares de gestão financeira.

  1. Tenha um planejamento financeiro

O planejamento financeiro é importante em qualquer negócio para realizar projeções, como a compra de novos equipamentos, e identificar com antecedência possíveis dificuldades no caminho.

Este relatório deve detalhar a realidade financeira da empresa e apresentar o levantamento dos saldos de todas as contas, despesas e previsões de entradas. Aproveite o momento para revisar os custos do seu negócio, renegociar dívidas e negociar preços mais atrativos com fornecedores.

  1. Identifique os inadimplentes

Com uma boa ferramenta de gestão financeira, é possível mapear o cenário de inadimplência da sua empresa. Com essa informação em mãos, você consegue estimar o valor de capital de giro necessário para cobrir as despesas apesar desse não recebimento.

  1. Invista em um software de gestão

Uma das vantagens dos softwares de gestão é justamente ter a automação a favor do seu departamento financeiro. Por meio deles, é possível controlar receitas, despesas, fluxo de caixa e contas a pagar. Tudo de forma digital, rápida e precisa.

Com a calculadora de capital de giro da Celero, você pode identificar o quanto a sua empresa precisa mensalmente para funcionar da melhor maneira.

Conclusão

Ficou interessado em saber mais sobre gestão de capital de giro? Converse com os consultores da Celero e saiba como podemos te ajudar a facilitar o controle financeiro do seu negócio de forma 100% online.

Celero

A Celero é uma empresa que ajuda pequenos & médios empreendedores a descomplicar a rotina do setor financeiro empresarial através de um software para gestão financeira fácil de usar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Follow Me