Como fazer o fluxo de caixa da empresa?

Como fazer o fluxo de caixa da empresa?

Para saber como fazer um fluxo de caixa da empresa, você precisa conhecer e seguir alguns passos.

O primeiro deles é relacionar todas as suas contas, classificando entre custos e despesas, além das suas receitas.

As suas receitas são tudo o que você recebeu ou ainda vai receber.

Também é importante listar as informações com todas as suas datas e, no final das contas, conciliar com as movimentações do dinheiro da sua empresa no banco.

Dessa forma, você consegue acompanhar o fluxo de caixa da sua empresa.

Sabendo tudo o que aconteceu durante um período específico e garantindo a possibilidade de fazer análises de médio a longo prazo.

Será mais fácil saber quais gastos podem ser cortados ou a origem das receitas mais importantes para que você pense em iniciativas para valorizá-las ainda mais.

Tudo isso pode ser feito em uma planilha, em um sistema ou até no papel – da forma como você se sentir mais confortável!

Quer saber mais sobre a importância da ferramenta e os detalhes do passo a passo sobre como fazer o fluxo de caixa da sua empresa? Então vem com a gente!

Saiba mais sobre o fluxo de caixa

O que é um fluxo de caixa?

Antes de falarmos sobre a importância dessa ferramenta ou sobre as diretrizes sobre como fazer o fluxo de caixa, é fundamental que você entenda o que significa esse termo.

E para que, exatamente, ele é tão usado nas empresas.

É fluxo de caixa para lá, capital de giro para cá

São tantos termos e significados na vida de um empreendedor, que muitas vezes acabamos esquecendo dos motivos pelos quais esses processos existem e não damos tanto valor a eles.

Mas vamos ao que interessa.

Fluxo de caixa é um instrumento que apresenta o resultado financeiro da empresa e faz a relação entre tudo o que foi pago e recebido.

Ele permite que os responsáveis pelo negócio analisem a movimentação financeira da empresa de acordo com o período definido.

Gerando assim um relatório das entradas e saídas de dinheiro da empresa.

Em resumo: no final das contas, é listado todas as entradas e todas as saídas, o saldo inicial.

E o que sobrou de tudo isso depois do exercício do mês ou do período analisado, isso é o que chamamos de fluxo de caixa.

O fluxo de caixa é dividido em três vertentes:

  • operacional: quando diz respeito a tudo que está relacionado à operação do negócio;
  • financeiro: quando está relacionado ao dinheiro que transitou através de empréstimos, aportes e recebimentos de fontes que não estão relacionadas à operação da empresa;
  • fluxo de caixa de investimento: quando falamos de aportes relacionados aos desenvolvimentos de produtos, por exemplo;
Como começar a fazer o seu fluxo de caixa

Como fazer?

Conforme mencionado anteriormente, você pode fazer o fluxo de caixa da sua empresa em uma planilha.

Em um sistema, aplicativo ou até em uma folha de papel.

Cabe a você escolher a forma como você se sente mais confortável e como você acha que faz mais sentido para o cenário da sua empresa.

De qualquer maneira, são recomendados alguns passos para que o fluxo de caixa seja acompanhado da melhor maneira. Veja:

  1. Verifique qual é o saldo da sua empresa: o ponto de partida é saber qual é o dinheiro disponível;
  2. Liste e classifique todos os seus gastos: uma dica interessante é separar desde o começo entre custos e despesas, fixos e variáveis;
  3. Liste e classifique todas as suas receitas: ou seja, todo o dinheiro que recebeu ou vai receber. Se possível, indique também a origem de cada uma delas;
  4. Identifique todas as movimentações com datas: e, caso seja necessário, separe por “previsto” e “realizado”;
  5. Faça a conciliação bancária: isso significa relacionar todas as informações do planejamento interno com o que realmente aconteceu no banco para garantir que as movimentações estão corretas;
  6. Atualize os lançamentos periodicamente: verifique qual é a melhor frequência para a sua empresa, mas não deixe de atualizar o fluxo de caixa sempre que possível para ter certeza de informações reais;
  7. Faça análises em cima das informações: quais são as origens de receitas mais relevantes ou os gastos que podem ser cortados? Com as informações na mesa, fica mais fácil ter uma visão geral da sua empresa e de tudo o que você pode fazer a partir dos resultados;
As vantagens que você vai encontrar

Vantagens de manter o fluxo de caixa atualizado:

Acho que já deu para perceber como o fluxo de caixa é o espelho dos resultados financeiros da sua empresa, não é mesmo?

E mantê-lo atualizado com frequência garante vantagens que fazem toda a diferença para manter seu negócio ainda mais competitivo no mercado.

Confira algumas delas:

  • O fluxo de caixa ajuda a tomar decisões mais rápidas e coerentes quando acontece algum problema de falta de dinheiro na empresa, seja por algum gasto inesperado ou um pagamento que atrasou;

Também ajuda a visualizar, dentro de um período avaliado, quais são os melhores e piores momentos da empresa.

A partir disso, é importante entender os motivos e analisar o que pode ser mudado, como a realização de liquidações ou investimento em campanhas de marketing;

  • Com uma visão geral, também é possível avaliar a capacidade de pagar contas antecipadamente, garantindo algum tipo de desconto, ou então qual é o seu plano financeiro a curto, médio e longo prazo, antes de assumir qualquer tipo de compromisso.

A Celero faz o fluxo de caixa da sua empresa!

Agora é para valer: quer uma dica de quando falamos sobre como fazer o fluxo de caixa para a sua empresa? É só chamar a Celero.

A nossa plataforma de automação financeira deixa o seu departamento financeiro no automático enquanto você usa seu tempo e conhecimento para tomar as decisões estratégicas que vão fazer sua empresa crescer ainda mais.

E isso inclui fazer o fluxo de caixa da sua empresa.

Quer saber mais?

Clique aqui, converse com um dos nossos consultores e saiba como a Celero pode te ajudar nesse processo e em tantos outros dentro do departamento financeiro do seu negócio.

Um comentário
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *