Estratégias de aquisição: sem telefone, sem negócio fechado

Estratégias de aquisição: sem telefone, sem negócio fechado

Ninguém gosta de perder oportunidades de negócio. Mas a verdade é que muitas empresas perdem por não usar o telefone e não sabem disso.

Isso acontece quando uma estratégia de aquisição não inclui canais importantes como o telefone!

Acessos, cliques, engajamento, download de materiais ricos, levantada de mão, eventos e outras ações de marketing são ainda mais eficientes quando incluem as ligações.

Antes de mais nada, é comum ouvir que o telefone está obsoleto há alguns anos.

Eles deram lugar aos smartphones, aplicativos de texto, áudios e uma série de outras ações. Mas pense o seguinte:

  • Quantas pessoas você conhece hoje que não possuem celular?
  • E quantas pessoas você vê andando sem celular na rua?
  • Por último, quantas pessoas estão longe desses dispositivos neste momento?

 Sim, o telefone mudou e está mudando a cada dia. Mas ele está longe de se tornar obsoleto!

É verdade que em um cenário cada vez mais digital como o que vivemos, às vezes esquecemos de usar o telefone para as ligações.

Por mais irônico que isso seja, já que é a função mais básica de qualquer aparelho celular ou smartphone.

Mas a questão é que de acordo com algumas pesquisas, ao fazer contato com as empresas, os clientes estão fazendo por telefone!

Ou seja, esse tipo de comunicação ainda é muito frequente e traz resultados muito positivos para as vendas das empresas.

E isso só demonstra o quanto PMEs ou grandes empresas precisam pensar nas ligações como uma estratégia de marketing eficiente para a aquisição de clientes. 

Como usar o telefone estrategicamente

Vamos entender o motivo?

O telefone na estratégia de aquisição de clientes

Para alguns setores, o telefone já possui uma importância significativa para a aquisição de clientes.

É o caso do setor imobiliário e do automotivo, por exemplo, que são responsáveis pela venda de bens duráveis.

Por conta dessa característica é que o contato por uma ligação telefônica é essencial para geração de confiança no cliente e para fechar a venda.

No setor imobiliário, por exemplo, o telefone faz parte de praticamente toda a jornada.

Os compradores podem pesquisar os imóveis pela internet, enviar perguntas pelo WhatsApp, fazer uma visita à imobiliária e organizar o pós-venda por e-mail, por exemplo.

Mas imagine o quanto o telefone ajuda em cada uma dessas etapas, encurtando o tempo de resposta e trazendo mais confiança para os dois lados do negócio

Mas isso não se restringe a alguns setores. Ligações trazem oportunidades únicas para todos os mercados e para empresas de todos os tamanhos.

Você sabia que, por exemplo, de acordo com uma pesquisa da PhoneTrack, cerca de 29% de todas as oportunidades que chegam pelo telefone são perdidas?

Nessa pesquisa desenvolvida pela PhoneTrack, alguns dados se revelam muito importantes. Através da análise de 2,1 milhões de ligações, foram constatados os seguintes pontos:

  • 29,2% das ligações não são atendidas;
  • 53,6% das pessoas que não são atendidas NÃO ligam novamente;
  • Finais de semana trazem um alto número de ligações não atendidas;
  • Entre 18h e 19h se concentra boa parte das ligações perdidas.

Esses dados mostram o quanto o telefone não está integrado na estratégia de marketing. E o problema não está no comportamento do consumidor.

A facilidade de ligar, principalmente através de recursos como o click-to-call, faz com que a ligação seja o caminho mais fácil para o consumidor entrar em contato com grande parte dos estabelecimentos.

Mas então como utilizar o telefone de uma maneira eficiente?

Na prática: inserindo o telefone na estratégia de aquisição de clientes

Em primeiro lugar, é necessário pensar de forma estratégica. Não basta colocar uma linha telefônica e simplesmente esperar ligações.

O segredo da utilização do telefone está no planejamento. Você pode trabalhar da seguinte forma:

  • Prospectando possíveis clientes – com ligações ativas da equipe de vendas;
  • Analisando dados que mostram quem são os leads telefônicos qualificados;
  • Tratando como prioridade os clientes que demonstraram mais interesse;
  • Inserindo o telefone em uma estratégia omnichannel.
  • Pensando em como inserir o telefone na jornada do consumidor do seu possível cliente.

Percebe como o telefone é um canal que pode gerar informações ricas para o seu negócio?

Tecnologias podem te ajudar!

Claro, como demonstramos anteriormente, não basta simplesmente inserir um telefone na empresa para conseguir utilizá-lo de forma estratégica. Mas as tecnologias podem te ajudar.

Invista em plataformas que conseguem mensurar, analisar e qualificar os dados por voz de forma automatizada.

A PhoneTrack pode ser uma dessas soluções, com tecnologias como o Call Tracking e o Speech Analytics.

E continue pensando no telefone como uma parte essencial para conseguir se aproximar dos seus contatos, desenvolver a confiança e transformá-los em clientes!

Este artigo é uma parceria de conteúdo com a PhoneTrack.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *