Real Digital: o que é e como vai funcionar a moeda digital brasileira?

Você sabia que o Banco Central (BC) já está há alguns anos trabalhando na criação de uma moeda digital brasileira? Apesar dos avanços já feitos até aqui, a implantação do Real Digital deve levar ainda pelo menos dois anos.

No artigo de hoje, separamos as principais informações sobre essa novidade que faz parte do pacote de inovações para revolucionar o sistema financeiro brasileiro e que certamente fará parte do seu dia a dia, seja como cidadão ou como empreendedor.

O que é o Real Digital?

O Real Digital nada mais é do que uma moeda virtual, uma extensão das tradicionais cédulas físicas que conhecemos.

O objetivo deste lançamento é fazer com que a moeda faça parte do dia a dia dos brasileiros, podendo ser utilizada em diferentes transações, como contas de pagamento, saque de dinheiro, transferências e até mesmo pagamentos internacionais.

O que significa CBDC?

Em inglês, a sigla significa Central Bank Digital Currency. Na tradução para o português, pode ser chamada de moeda digital do Banco Central. Isso significa que o Real Digital é um CBDC.

O Real Digital é uma criptomoeda?

Apesar de muitas pessoas acharem que o Real Digital é sinônimo de criptomoeda, na prática não é nada disso, especialmente porque as criptomoedas não são geridas pelo Banco Central e, portanto, não estão sujeitas aos riscos da instituição.

Qual a diferença entre Real Digital e Criptomoeda?

As principais diferenças são que as criptomoedas são privadas, têm características de investimento e não são reguladas pelo Banco Central. 

Já o Real Digital será emitido pelo BC e será distribuído por meio de bancos, instituições financeiras e demais instituições participantes dos atuais sistemas de pagamentos. Outra diferença é que ele trará a possibilidade do uso de novas tecnologias, como contratos inteligentes, pagamento em outros países, e utilização em Internet das Coisas (IoT).

O Real Digital vai usar Blockchain?

Apesar do Real Digital não ser uma criptomoeda, ele provavelmente utilizará a tecnologia blockchain, afinal, ele fornece um dos meios mais seguros para transações digitais e reduz significativamente o risco de fraude, impedindo ataques cibernéticos.

Por que o BC resolveu lançar essa nova moeda?

Assim como o surgimento do Pix e do Open Finance, a proposta com o lançamento do Real Digital é continuar revolucionando o sistema financeiro. Para se ter uma ideia, segundo o BC, as transações realizadas em dispositivos móveis, como celulares, cresceram 35% de 2019 para 2020 no Brasil. E segundo o Banco de Compensações Internacionais (BIS), mais de 80% dos bancos centrais do mundo estão desenvolvendo moedas digitais.

Ou seja, esse é um importante passo para acompanhar o avanço das transformações digitais no mercado financeiro nacional e internacional.

Como vai funcionar o Real Digital?

Primeiramente, é importante destacar que o lançamento do Real Digital está previsto apenas para 2024. Até lá acontecerão diversos pilotos e testes para garantir toda a estrutura necessária.

Ao que tudo indica, o funcionamento acontecerá da seguinte forma: as pessoas interessadas em utilizar a moeda digital precisarão obter uma carteira virtual junto a alguma instituição financeira e o Real Digital será uma opção adicional, uma extensão ao uso das cédulas convencionais. 

De qualquer forma, será preciso aguardar a finalização desses testes para conhecermos melhor o procedimento.

Quais são as vantagens oferecidas pelo Real Digital?

O Real Digital poderá ser usado em qualquer lugar do mundo, sem necessidade da conversão por meio de bancos. Confira outros benefícios e objetivos dessa implantação: 

  • Estimular a inovação e a concorrência no ambiente virtual.
  • Facilitar a tributação.
  • Inibir a lavagem de dinheiro.
  • Agilizar transações nacionais e internacionais.
  • Ampliar o rastreamento do dinheiro.
  • Reduzir a emissão do papel-moeda.

Real Digital: dúvidas frequentes

Confira as principais perguntas e respostas relacionadas à implantação da moeda digital:

Vou poder fazer Pix com Real Digital?

Sim. Uma das diretrizes para o desenvolvimento de um real em formato digital é que os meios de pagamento disponíveis à população permaneçam disponíveis. Com isso, você poderá movimentar seus reais digitais da mesma maneira que faz hoje, incluindo a transação por Pix.

Dá para fazer pagamentos offline com o Real Digital?

Essa decisão ainda está sendo avaliada pelo Banco Central, afinal, essa tecnologia precisará garantir segurança nas transações para os indivíduos e também para o sistema. É provável que tenhamos essa resposta após a realização dos testes, previstos para iniciar ainda no segundo semestre de 2022.

Quais países já adotaram o CBDC?

A criação de uma moeda digital própria já é estudada por diversos países ao redor do mundo, que se encontram em diferentes estágios de implantação. A China, por exemplo, começou o período de testes no final de 2020; países como Estados Unidos, China, Rússia e Índia seguem no planejamento. Já na Venezuela isso já é realidade: o dólar de areia foi a primeira moeda digital emitida por um banco central no mundo.

O Real Digital é seguro?

Sim. Uma das diretrizes estabelecidas para o Real Digital é que ela mantenha os elevados níveis de segurança e privacidade já disponíveis nas operações realizadas no sistema bancário e de pagamentos.

Posso trocar o Real Digital por cédulas?

Sim. A ideia é que o Real Digital seja utilizado em pagamentos do dia a dia, portanto, ele poderá ser convertido para qualquer forma de pagamento já disponível, como depósito bancário convencional ou real físico.

Como o Real Digital vai se relacionar com a Internet das Coisas?

Certamente, uma das vantagens que chegarão com o Real Digital é a relação com a Internet das Coisas (IoT), incluindo contratos inteligentes e dinheiro programável, por exemplo.

Na prática, isso se relaciona com objetos do nosso dia a dia. As televisões, por exemplo, poderão ser programadas para comprar algum filme e negociar o pagamento através da moeda digital. Ou então com os carros, que poderão utilizar as formas de pagamento proporcionadas pelo Real Digital para pagar pedágios e estacionamentos automaticamente.

Fato é: o Real Digital contribuirá para a simplificação de processos, eliminando o excesso de tarifas e burocracias cobradas pelos bancos.

O Real Digital tem limite de transação?

Sim, é provável que o Banco Central aplique medidas como limites de saques diários para evitar desintermediação financeira e corridas bancárias, o que pode causar crises no setor financeiro.

Aqui na Celero, estamos sempre acompanhando as novidades relacionadas ao mundo financeiro. Assim, garantimos que você também esteja sempre por dentro de tudo o que pode impactar a sua rotina como empreendedor.

Acompanhe o nosso blog para saber mais sobre gestão financeira e assuntos relacionados ao empreendedorismo. Se preferir, converse com a gente e saiba como podemos te ajudar a alavancar o cuidado com as suas finanças.

Celero

A Celero é uma empresa que ajuda pequenos & médios empreendedores a descomplicar a rotina do setor financeiro empresarial através de um software para gestão financeira fácil de usar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Follow Me