Open finance: o que é, como funciona, o que muda e vale a pena?

Desde que o Banco Central comunicou mudanças no Sistema Financeiro Aberto, o termo Open Finance começou a circular com força pelo Brasil.

Neste artigo, trouxemos as principais informações sobre essa novidade e tudo o que ela traz de vantagens para o cliente, seja pessoa física ou empreendedores de pequenas e médias empresas.

O que é Open Finance?

O Open Finance ou Sistema Financeiro Aberto é uma iniciativa do Banco Central do Brasil, que vem trazendo inovações para o sistema financeiro do país. 

O Open Finance é uma plataforma que garante a padronização de tecnologias e a integração de sistemas, permitindo que os dados financeiros das pessoas sejam compartilhados entre diferentes instituições.

Por meio desse compartilhamento de dados, as instituições são capazes de oferecer produtos e serviços mais personalizados, de acordo com cada perfil e necessidade.

Para os consumidores, tanto pessoa física quanto jurídica, o diferencial está na ampliação de possibilidades e de soluções financeiras.

O que muda com Open Finance?

A chegada do Open Finance traz novos avanços tecnológicos para o sistema financeiro brasileiro. Para as pessoas, o aumento da segurança dos dados e a melhora da experiência do usuário estão entre as vantagens. 

Mas o que de fato muda com o Open Finance? 

  1. Mais abrangência de instituições

Até então, o Sistema Financeiro Aberto era conhecido como Open Banking e englobava apenas os bancos. Com as novas mudanças, a nomenclatura muda para Open Finance e passa a ter um escopo maior, englobando também áreas como seguros e previdência. 

  1. Cliente tem a posse dos dados

Outra mudança é que as informações financeiras deixam de ser exclusivamente dos bancos. Agora, é o cliente que decide quem pode acessar os seus dados e pode autorizar a troca dessas informações entre as instituições, o que não era possível até o momento.

Como o Open Finance funciona?

Antes de explicar o funcionamento do Open Finance, é importante lembrar que ele só acontece mediante autorização prévia do cliente através do aplicativo ou site da própria instituição financeira. 

O processo é semelhante ao da portabilidade de crédito e funciona assim:

  1. O cliente do banco A solicita a cotação por meio do app ou internet banking do banco B.
  2. O banco B aciona o banco A para ter acesso às informações financeiras do cliente. 
  3. O banco A pede autorização do cliente para compartilhar seus dados com o banco B e envia os dados apenas depois do consentimento. 
  4. O banco B consegue fazer uma cotação de forma mais rápida e customizada a partir do histórico do cliente que teve acesso, sem ser necessário iniciar um relacionamento do zero.

Qual a diferença entre Open Finance e Open Banking?

O Open Finance nada mais é que a evolução do Open Banking, que até então englobava apenas produtos e serviços bancários. 

Com a ampliação do escopo, agora você pode compartilhar seus dados financeiros com outras instituições além dos bancos, como plataformas de investimento, corretoras, previdência privada e companhias de câmbio e seguros.

Quais informações são compartilhadas com o Open Finance?

Todo e qualquer compartilhamento de dados é feito mediante autorização do cliente e pode ser revogado a qualquer momento. 

Essas são algumas das informações que você pode fornecer:

  • Histórico financeiro
  • Cadastros
  • Transações em conta
  • Operações de crédito
  • Limites disponíveis
  • Empréstimos realizados
  • Produtos contratados
  • Cartões utilizados

Ao dividir esses dados, você recebe opções de produtos e serviços mais personalizados e acessíveis. E vale reforçar que não há custo algum para o consumidor compartilhar os dados de uma instituição para outra.

Quais instituições participam do Open Finance?

Como comentamos, o Open Finance é a evolução do Open Banking e passou a englobar uma série de instituições de pagamento, cooperativas de crédito, fintechs e outros parceiros. Porém, só podem participar as que são reguladas pelo Banco Central do Brasil. Clique aqui para conferir a lista completa.

Quais os benefícios do Open Finance?

São muitas as vantagens proporcionadas pelo Open Finance e todas elas têm algo em comum: proporcionar mais autonomia à vida financeira das pessoas e das empresas, oferecendo mais agilidade e transparência na aquisição de produtos e serviços. Confira:

Soluções personalizadas

A partir dos dados compartilhados você terá à sua disposição serviços e produtos mais adequados ao seu perfil e momento de vida, como condições de pagamento diferenciadas e aumento das opções de crédito.

Mais praticidade

Com uma gestão financeira consolidada, é possível visualizar todas as suas informações bancárias e financeiras em um único local.

Menos custo 

Com a integração e padronização de sistemas, os processos tendem a ser mais rápidos e baratos, visto que precisam de menos intermediários.

Liberdade e autonomia

Os clientes estarão mais empoderados para escolher os produtos e serviços que quiserem e para definir as instituições com quem querem se relacionar.

Melhor organização financeira

Tanto para pessoa física quanto jurídica, a novidade permite mais facilidade para gerir as receitas, despesas e investimentos.

É seguro fazer o Open Finance?

Sim! Todo o processo acontece de forma online, supervisionado pelo Banco Central e protegido pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

E o mais importante: o compartilhamento de dados só acontece se você permitir. O conceito de Open Finance é justamente reforçar que os dados do cliente pertencem a ele próprio e não à instituição ao qual está vinculado. Portanto, está em suas mãos a decisão de como, quando e com quem compartilhar os seus dados.

Conclusão

Sabemos que toda grande mudança pode gerar receios, principalmente quando está relacionada a nossa vida financeira. Por isso, você deve estar se perguntando: mas afinal, o Open Finance vale a pena? Nós apostamos que sim.

O fato de as informações de clientes fluírem sem obstáculos entre as instituições é um grande avanço. Isso permite que pessoas físicas e pequenas empresas tenham um acesso maior e melhor a produtos e serviços financeiros.

O Open Finance vale a pena especialmente para pequenos e médios empresários. Mas para isso, é importante conhecer o seu negócio para saber o momento certo de solicitar uma ajuda de crédito, por exemplo.

Nós da Celero estamos sempre acompanhando as novidades que impactam a sua gestão financeira e estamos preparados para dar todo o suporte que você e a sua empresa precisam. Converse com a gente e saiba como podemos te ajudar a alavancar o cuidado com as suas finanças.

Celero

A Celero é uma empresa que ajuda pequenos & médios empreendedores a descomplicar a rotina do setor financeiro empresarial através de um software para gestão financeira fácil de usar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Follow Me