5 erros que você deve evitar na gestão financeira do seu negócio fitness

5 erros que você deve evitar na gestão financeira do seu negócio fitness

Quem não acompanha a gestão financeira pode estar cometendo erros, além de comprometer a saúde financeira e a sobrevivência do negócio.

Ter as finanças sob controle faz com que você garanta seus compromissos, possibilitando investimentos no crescimento e aumentando a lucratividade da sua academia, box de crossfit ou estúdio.

Durante a pandemia, presenciamos empresas fechando as portas por não saber organizar as finanças, em muitos casos não ter conhecimento sobre gestão financeira faz com que os gestores deixem para lá cuidados com o negócio fitness e depois acabam se tornando uma bola de neve.

Achar formas de evitar os erros a seguir é fundamental para manter a saúde financeira do seu negócio em dia.

1 – Misturar finanças empresariais e pessoais

Um dos erros mais comuns cometidos por gestores no início do empreendimento é tirar dinheiro do caixa da sua academia para pagar despesas pessoais.

Quando as despesas se misturam, o dono não consegue saber se o negócio está gerando lucro ou prejuízo.

O lucro da empresa deve ser utilizado para investimentos e capital de giro.

É impossível separar finanças pessoais e empresariais se o dono não tem um pró-labore definido.

Uma prática que te ajuda a se organizar é ter contas separadas em nome da empresa e não misturar receitas e despesas nas contas pessoais.

2 – Não controlar o fluxo de caixa

Entender o fluxo de caixa do seu negócio fitness e controlar todas as entradas e saídas é essencial para manter tudo em dia.

Se você ainda registra no caderninho, na planilha ou utiliza um sistema de gestão, saiba que o importante é registrar tudo!

Dessa forma, é possível ter uma visão ampla e precisa sobre a situação financeira da empresa, para entender se o momento é de investimento ou retenção dos recursos.

Não confundir venda com receita! Por exemplo: se você vender um plano anual para um aluno parcelado no cartão de crédito, não receberá esse valor no mesmo momento, provavelmente o aluno pagará apenas a primeira parcela e este valor ainda entra na sua conta depois de 30 dias.

Neste caso, não comprometa esse recurso até ele estar na sua conta, pois imprevistos podem acontecer e esse dinheiro pode ser útil.

Saber tudo que entra e sai no seu caixa é essencial para saber o que vem pela frente. Veja algumas dicas de como melhorar a gestão financeira no ramo fitness.

3 – Não criar um planejamento estratégico

Para os gestores que estão começando é importante ter um planejamento estratégico, definindo metas de venda e faturamento para projetar o cenário onde a empresa deseja alcançar.

Sem planejamento, o gestor não tem uma visão clara dos atingimentos dos resultados da empresa e assim leva-se muito mais tempo para tomar uma decisão.

No segmento fitness, como os gestores têm uma rotina atarefada, sobra menos tempo para gestão.

Por isso é importante saber onde os recursos serão alocados e vale lembrar que existem períodos de alta e baixa de movimento, mostrando assim que um bom planejamento vai blindar seu negócio de passar alguma dificuldade.

Para complementar esse tópico gravamos um bate-papo sobre gestão financeira em tempos difíceis para você que é gestor de negócios fitness.

4 – Não criar uma cultura de organização dentro do seu negócio

Sabe aquela água ou aquele produto que acaba sendo lançado para o aluno pagar depois?

Isso acaba criando uma cultura de desorganização gerando furos no fim do mês, o mesmo ocorre com retiradas por donos e que não são registradas.

Aqui é uma combinação de estratégia e disciplina no seu negócio.

A falta de organização atrapalha a vida do gestor, por isso é importante acompanhar de perto os indicadores e saber o estado atual da empresa.

Uma opção é automatizar formas de recebimento para diminuir o erro humano, deixando o gestor livre para analisar pontos estratégicos ou focar em planos de ação.

Se você confia a gestão financeira no caderninho ou não usa ferramentas de gestão, está gastando mais tempo para gerenciar etapas que podem ser automatizadas.

Esse tópico é um combinado dos anteriores, pois separar as finanças pessoais das empresariais, ficar de olho em tudo que entra e sai no caixa e ter um planejamento são ações de uma boa organização financeira.

Temos um texto abordando a importância de utilizar um sistema de gestão em tempos difíceis, vale a leitura.

5 – Não conhecer o ciclo financeiro das operações

Você sabe qual o caminho que o seu recurso segue dentro do seu negócio?

Se você não conhece o fluxo que o seu capital está seguindo, pode estar retirando um valor do caixa que seria útil em outro momento, desorganizando seu caixa.

Para que tudo funcione de forma correta, parte do dinheiro precisa estar nesse fluxo constantemente.

Além disso, é importante conhecer os ciclos que o seu recurso segue desde que entra na sua academia até a utilização ou aplicação.

Esses ciclos são definidos como ciclo financeiro, econômico e operacional.

Em resumo, o ciclo econômico está relacionado à jornada de vendas, o ciclo operacional envolve tudo que é necessário para entregar o serviço, como instalações e o ciclo financeiro lida com as movimentações do caixa da empresa.

A sua empresa está sendo prejudicada por alguma atitude de gestão que possa ser melhorada ou trabalhada?

Conta pra gente aqui nos comentários! Até a próxima!

*Conteúdo publicado em parceria com a Tecnofit, maior e mais completo sistema de gestão fitness do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *