Controle financeiro de e-commerce: quais ferramentas usar?

É muito legal saber que a possibilidade de vender de forma online contribuiu com a realização do sonho de muita gente que sempre quis ter uma empresa. Mas apesar das facilidades que esse canal proporciona, ainda é super importante cuidar de questões básicas para que o negócio prospere, como o controle financeiro de e-commerce. 

A boa notícia é que, mesmo para quem se considera de humanas, o controle financeiro de e-commerce não passa nem perto de um bicho de sete cabeças. E para entender direitinho como e por quê fazer esse controle é só continuar com a gente neste post.

Como funciona o financeiro de uma loja virtual?

Em linhas gerais, o financeiro de um e-commerce contempla as necessidades básicas para administrar a operação de uma empresa: gestão do fluxo de caixa, controle de investimentos, previsão de custos, etc.

No entanto, alguns processos como acompanhamento do estoque e escolha do modelo de pagamento são características que merecem destaque especial na organização das finanças, principalmente para a mitigação de possíveis riscos em caso de falta de gestão.

Qual é a importância do controle financeiro de e-commerce?

Bons resultados dependem de uma boa gestão. E acompanhar e controlar todas as entradas e saídas de dinheiro de uma empresa é fundamental para enxergar a realidade do negócio. Mas a grande vantagem do controle financeiro de e-commerce é a garantia da tomada de decisões mais rápidas e inteligentes.

Isso significa entender as possibilidades de investimento, visualizar e corrigir gargalos que possam prejudicar os rendimentos, além de planejar estratégias para conquistar resultados ainda mais positivos para o e-commerce e garantir a competitividade em um mercado tão aquecido.

Ou seja: só sucesso!

Como fazer o controle financeiro do seu e-commerce?

Poderíamos facilmente resumir essa resposta em um top três: planejamento, transparência no fluxo de caixa e o uso da ferramenta ideal para a gestão financeira do seu negócio. Mas a gente prometeu que contaria tu-do o que você precisa saber para fazer ocontrole financeiro de e-commerce da melhor forma possível, então vamos lá:

1. Crie um plano de negócios para e-commerce

Tudo começa com os objetivos que você quer atingir com a loja virtual a curto, médio e longo prazo. Essas metas vão direcionar toda a estratégia da empresa.

E aqui vai um segredo (nem tão secreto assim): além de desenhar o plano de negócio, é preciso acompanhá-lo constantemente para garantir que os caminhos criados para atingimento dos objetivos sejam todos cumpridos – ou para mudar a rota quando necessário, está super valendo também!

2. Defina o melhor preço do produto ou serviço

Apesar de parecer que o e-commerce tem um custo operacional mais baixo do que lojas convencionais, é importante se atentar com outros atributos que devem contemplar o custo de produção, como o frete, plataformas de pagamento, sistema de gestão financeira, etc.

Um cálculo mal feito dessas variáveis pode atrapalhar todo o fluxo de caixa (bate na madeira!). Por isso, use o tempo e conhecimento necessário para fazer todas as análises antes de sugerir o melhor preço do produto ou serviço para seus clientes.

3. Analise os indicadores

A regra é clara: o que não pode ser medido não existe. Durante o plano de negócio você provavelmente terá criado os KPIs financeiros (Key Performance Indicators ou indicadores-chave de performance, em português), então nesta etapa é preciso analisá-los.

Aqui também tem uma dica importante: escolha dados e produza relatórios que realmente façam sentido para o seu e-commerce e te ajudem a ter uma visão do andamento do negócio, combinado? O excesso de informações às vezes também pode atrapalhar.

Aqui vai uma lista de alguns dos indicadores mais usados no controle financeiro de e-commerces:

  • Custo por Aquisição de Cliente (CAC)
  • Ticket médio – ou seja, o quanto os clientes costumam gastar na loja, em média
  • Taxa de abandono do carrinho de compras
  • Taxa de cancelamento da compra, também conhecida como chargeback
  • Taxa de conversão
  • Retorno Sobre Investimento (ROI)

4. Acompanhe o controle de estoque

Em um e-commerce, como a entrega não acontece no ato da compra, ter um estoque organizado e controlado é a garantia de que os clientes vão receber os produtos que adquiriram sem complicações.

Além disso, acompanhar o controle do estoque permite a redução de custos a partir do melhor planejamento de aquisição e abastecimento, maior negociação com fornecedores e redução de desperdícios – o que está diretamente ligado ao controle financeiro.

5. Tenha um bom sistema de pagamentos

Oferecer opções completas de pagamento em um e-commerce pode ser um bom diferencial competitivo. E para que a escolha seja boa também para a empresa, é interessante avaliar as características de todos os modelos disponíveis, contemplando prazos de repasse e tarifas operacionais, por exemplo.

A grande maioria dos e-commerces optam por usar intermediadores de pagamento ou soluções tecnológicas como o SaaS com lojas prontas. O fato é que, independentemente da sua escolha, ela deve ser contemplada no controle financeiro como parte do fluxo de caixa.

6. Administre o fluxo de caixa

E falando em fluxo de caixa, chegamos a um dos pontos mais importantes do controle financeiro – não apenas de e-commerces, como também de todas as empresas com o objetivo de obter lucros.

O fluxo de caixa é o espelho das entradas e saídas de dinheiro de uma empresa. Então o ideal é que o resultado desse balanço seja sempre positivo ao final do período analisado.

Mas independentemente disso, o fluxo de caixa permite a visualização de todas as movimentações financeiras para contribuir com decisões que garantem o crescimento da empresa. Por isso é tão importante fazer uma administração transparente e constante.

7. Use a tecnologia ao seu favor

Se você chegou até a decisão de abrir um e-commerce ou quer tornar mais eficiente a gestão financeira da sua loja virtual, provavelmente está convencido sobre as vantagens da tecnologia para um negócio. Então essa dica é muito mais um reforço para que você possa se permitir conhecer todas as oportunidades para otimizar a produtividade da sua empresa a partir do uso de tecnologia no controle financeiro.

E aqui tem uma solução super conectada a essa oportunidade: a nossa plataforma de gestão financeira te ajuda a centralizar todos os tópicos listados neste post, de forma rápida, simples e segura. Clique aqui para testar gratuitamente por 14 dias.

Quais são as ferramentas mais usadas no controle financeiro de e-commerce?

O spoiler já foi entregue, mas a gente reforça: é claro que você não precisa cuidar de todos os passos docontrole financeiro de e-commerce sozinho, no papel e caneta. Existem ferramentas que podem contribuir com o processo e otimizar o acompanhamento financeiro da sua empresa. Conheça as mais usadas:

1. Planilhas

São as ferramentas mais básicas que existem. Elas possuem características importantes para ajudar a fazer a gestão financeira de uma empresa, mas ainda assim dependem de muitos processos manuais. São mais usadas por microempreendedores que não podem ou querem investir em soluções modernas e mais completas para o controle financeiro. 

2. Sistema para controle financeiro

Além de agilizar processos e evitar equívocos manuais, esses sistemas podem integrar todas as necessidades do controle financeiro em uma só plataforma, garantindo que os empreendedores tenham mais flexibilidade e tempo para focar no crescimento da empresa. 

Conclusão

Agora que você já sabe a importância do controle financeiro de um e-commerce e como colocar o conhecimento em prática, clique aqui e faça um teste grátis para entender melhor como funciona a nossa plataforma. A gente está aqui para te ajudar e temos certeza de que vai se surpreender!

Celero

A Celero é uma empresa que ajuda pequenos & médios empreendedores a descomplicar a rotina do setor financeiro empresarial através de um software para gestão financeira fácil de usar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Follow Me