Pague o Décimo Terceiro sem prejudicar o Fluxo de Caixa

Pague o Décimo Terceiro sem prejudicar o Fluxo de Caixa

Você já precisou calcular na mão o décimo terceiro salário dos seus colaboradores? Ou pela falta de dinheiro teve que recorrer ao banco para pagar o benefício?

Estas são algumas das dificuldades encontradas por empresários quando nos aproximamos do final do ano.

Para que esse não seja um momento de estresse, recomendamos que o pagamento do Décimo Terceiro seja planejado desde o momento que o funcionário entra na empresa.

Entretanto, seja por falta de conhecimento da legislação ou do Fluxo de Caixa, essa variável nem sempre é inserida no planejamento. Um descuido que no futuro pode trazer outros problemas para a empresa.

Para evitar que você tome qualquer decisão que possa prejudicar a sua empresa, compartilhamos 4 recomendações importantes sobre o pagamento do benefício.

Leia também: Fluxo de Caixa: 5 erros comuns nas Pequenas e Médias Empresas

1) Fique atento à data de pagamento do décimo terceiro

O valor total do benefício pode ser divido em duas parcelas, com prazos de pagamento diferentes. A primeira parcela deve ser paga entre fevereiro e 30 de novembro, e a segunda parcela até o dia 20 de dezembro.

Qual é o benefício para a empresa? O pagamento em dois períodos alivia o impacto no fluxo de caixa, principalmente nas empresas prestadoras de serviço.

Por isso, fique atento e não deixe de acompanhar as datas!

2) Faça o cálculo do décimo terceiro corretamente

Uma das principais dificuldades do empresário é calcular o décimo terceiro proporcional. Por isso, o primeiro passo é saber quantos meses você deve contar para calcular o benefício corretamente.

Colaboradores com 11 meses e 15 dias ou mais, desde o dia da contratação, tem direito a 12/12. Ou seja, 1 salário inteiro.

Quando o colaborador ainda não tem 1 ano completo, ele receberá o valor proporcional ao tempo trabalhado. É considerado 1 mês completo (1/12 avos) quando se totaliza 15 dias da data de registro do colaborador, ao final do mês em que ele começou.

Exemplo:

  • Funcionário A – Se o colaborador começou no dia 13 de janeiro – Ele terá direito a 12/12 avos referente ao período de Janeiro a Dezembro  (dias entre 13/jan e 31/jan = 18 dias)

Este colaborador terá direito ao pagamento de 1 salário completo.

  • Funcionário B – Se o colaborador começou no dia 20 de janeiro – Ele terá direito ao 11/12 avos referente período de Fevereiro a Dezembro (dias entre 20/jan e 31/jan  = 11 dias )

Sendo assim ele terá direito ao pagamento de 11/12 avos de um salário, por conta do mês de janeiro não ser considerado para o cálculo.

  • Funcionário C – Se o colaborador começou no dia 20 de julho – Ele terá direito a 5/12 avos sendo considerados os meses de Agosto a Dezembro (dias entre 20/07 e 31/07 = 11 dias)

O segundo passo é calcular o valor do benefício. Depois de identificar o número de meses trabalhados para calcular o valor do 13º salário, basta usar a seguinte fórmula: (salário bruto ÷ 12 meses) x número de meses trabalhados.

Quando a composição do salário do colaborador incide comissões, é feita uma média salarial do período trabalhado para apuração. Horas extras também devem ser consideradas para o salário base.

Para te ajudar a saber exatamente qual o valor total do décimo, criamos uma planilha para te ajudar no cálculo. Nela você também pode ver a projeção dos encargos trabalhistas que acompanham o décimo terceiro. Para acessar é só clicar aqui.

3) O que fazer se você não conseguiu se programar

Neste caso, o indicado é pagar de forma parcelada para dividir o peso da parcela dentro do fluxo de caixa da empresa entre os meses de Novembro e Dezembro. Calcule o valor das parcelas e acelere as vendas para complementar seu caixa.

Se o acréscimo de vendas necessário não for suficiente para cobrir o pagamento do 13º salário, entrar em contato com o seu banco é a segunda alternativa. Praticamente todos os bancos comerciais oferecem produtos financeiros específicos para pagamento do Décimo Terceiro.

Leita também: Vai pedir empréstimo? Faça 3 coisas antes de falar com o seu Gerente

É interessante lembrar que o 13º é recorrente, por isso não se amarre a muitas parcelas para não acabar entrando numa bola de neve. Cada caso é um caso. O limite de crédito, as taxas e demais condições variam de acordo com o seu relacionamento com o banco.

Por isso, revisite seus números, avalie os resultados e o planejamento realizado para este último período, enxugue custos e despesas. Faltam 3 meses para acabar o ano, então não assuma gastos desnecessários e foque na receita da sua empresa.

Existem também algumas startups que oferecem crédito facilitado para empresas com ótimas taxas. Para saber mais clique aqui.

4) Como planejar o pagamento do décimo terceiro para o próximo ano?

Agora que você aprendeu a calcular o benefício, o ideal é provisionar todos os meses na conta da empresa o valor proporcional referente ao benefício de cada um de seus colaboradores.

De forma simples, divida o valor total de sua folha (com impostos) por 12. O resultado é o valor aproximado que precisa ser aplicado mensalmente, para te ajudar a se programar.

Na planilha de cálculo de Décimo Terceiro você encontra a projeção mensal que detalha quanto você precisa salvar todos os meses para estar tranquilo no próximo período.

Leia também: Planejamento garante longevidade nos negócios

Aproveite o momento de análise das finanças do seu negócio e trace novas metas para a sua empresa. Ter um norte para seguir é essencial para o desenvolvimento de qualquer negócio!

Sobre a Celero

A Celero é uma plataforma de automação financeira que oferece os recursos de um sistema de gestão de alta tecnologia e a capacidade técnica de especialistas da área financeira que acompanham as rotinas diárias de seu negócio. Oferecemos tempo para que o empreendedor se dedique a atividade chave do negócio e dados para auxiliar a construir a melhor estratégia possível para empresa.

Clique aqui e descubra como otimizar o tempo que você gasta com a gestão financeira empresarial.


Felipe Antunes

Felipe Antunes
Financial Analyst
É formado em Administração, e atua como Financial Analyst na Celero. Tem como propósito facilitar a vida do empreendedor com finanças, criando demonstrativos com leituras fáceis, encontrando soluções para o dia-a-dia, para o crescimento continuo do seu negócio.